Bright Cities encerra 2020 com participação ativa na luta por cidades mais inteligentes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A plataforma já acumula parceiros no Brasil e no mundo e se prepara para um 2021 ainda mais transformador

Desde 2018, a Bright Cities tem firmado sua presença no País e no exterior como a principal plataforma brasileira capaz de tornar inteligentes cidades de qualquer porte e nacionalidade. Desenvolvida ao longo de mais de cinco anos por pesquisadores e cientistas de dados da Universidade de Campinas (Unicamp), a ferramenta, lançada oficialmente durante o Smart City Expo World Congress 2018, utiliza uma metodologia de análise inovadora e até então exclusiva no País para elaborar diagnósticos e roteiros de soluções de cidades, tornando possível que gestores e administradores públicos produzam planos estratégicos para seus municípios, monitorem a performance de suas políticas públicas e adotem iniciativas capazes de solucionar os principais desafios urbanos. 

Com três anos de mercado, já acumula parceiros de diferentes portes e nacionalidades, entre eles as cidades de Curitiba (PR), Campinas (SP), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE), Vila Nova dos Martírios (MA), Tubarão (SC), Cataguases (MG) e Riade, capital da Arábia Saudita, que agora conseguem vislumbrar com mais clareza os planos e ações que devem tomar para tornar suas cidades mais inclusivas, conectadas e resilientes.

Para aprimorar ainda mais a experiência dos usuários da plataforma, novas funcionalidades foram incorporadas e agora, além de diagnosticar, coletar e analisar dados de mais de 150 indicadores a partir de dez áreas da gestão pública, e de desenvolver roteiros de soluções, tecnologias e iniciativas inteligentes para cidades, é possível visualizar a qual Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) cada indicador está relacionado. Assim, cidadãos e gestores públicos conseguem descobrir se a região pesquisada está perto de alcançar as metas da Agenda 2030 da ONU em cada uma das áreas analisadas, além de consultarem a qual ISO cada indicador está vinculado.

Este ano, se destacou em terceiro lugar como uma das grandes vencedoras do 4º Ciclo do Programa de Aceleração do BrazilLAB, entre as mais de 300 startups cadastradas para participar do primeiro hub de inovação do país voltado para capacitar e conectar empreendedores a instituições governamentais. Foi também uma das dezessete startups brasileiras selecionadas pela Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento) para o programa StartOut Brasil 2019, em Boston.

Em terras brasileiras, já participou de eventos como o Smart City Expo Curitiba, o Connected Smart Cities, o Welcome Tomorrow e o Futurecom. No exterior, desembarcou com duas apresentações na agenda para o maior encontro do mundo sobre Cidades Inteligentes, o Smart City Expo World Congress 2019. Durante a passagem, lançou o Leading Cities U. S. Smart Cities Rating System, ferramenta desenvolvida em parceria com a organização norte-americana Leading Cities que diagnosticou as 500 maiores cidades estadunidenses. Este ano, foi uma das media partners da edição digital do congresso, a Smart City Live, além de ter marcado presença em tantos outros encontros que aceleraram a troca de experiências sobre como transformar nossas cidades em lugares mais inteligentes.

No campo das pesquisas, além de ministrar um curso de extensão sobre Smart Cities na Unicamp, a Bright Cities é também uma das participantes da Comissão de Estudo Especial ABNT/CEE-268, responsável pela elaboração das primeiras normas técnicas brasileiras específicas para cidades sustentáveis, resilientes e inteligentes. Contribuiu ainda para a criação da nova ISO de Cidades Inteligentes, a ISO 37122:2020 – Cidades e comunidades sustentáveis – Indicadores para cidades inteligentes, e para o desenvolvimento da Carta Brasileira para Cidades Inteligentes, uma iniciativa filiada à Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) e coordenada pela da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano (SMDRU).

Com tantas realizações ao longo dos últimos anos, se orgulha também por ter participado ativamente em 2020 na luta contra a disseminação do coronavírus. A pedido da CNN Brasil e em parceria com a Tableau Software, disponibilizou sua plataforma para avaliar a disponibilidade de leitos de terapia intensiva (UTI) nas microrregiões do País, iniciativa que rendeu participação em matéria de capa da Veja dedicada ao sistema público de saúde brasileiro durante a explosão da Covid-19 no mundo. 

E apesar dos tantos desafios enfrentados em um ano delicado para o mundo todo, a Bright Cities encerra 2020 com a sensação de dever cumprido, agradecendo por cada aprendizado e parceria e pronta para um 2021 ainda mais transformador!

Receba uma demonstração

Entre em contato para saber mais detalhes de nossa metodologia processos de diagnósticos e planos de acesso.​

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

RELATED CONTENT

ANCITI Awards 2023: Celebrando a Excelência em Tecnologia e Transformação Digital nas Cidades

Sua cidade tem se destacado na promoção de um futuro mais inteligente e conectado? Não deixe de participar! O Anciti Awards é uma premiação que reconhece e homenageia as cidades e iniciativas que lideram a inovação nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), Transformação Digital (TD) e inovação. Sua última edição, em 2022, contou com a participação de mais de 100 municípios.