Dashboard desenvolvido pela Bright Cities informa o avanço do coronavírus pelo país

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Online e gratuita, a ferramenta apresenta de forma consolidada as principais informações sobre a doença

Nas maiores cidades do país, as próximas semanas podem representar os primeiros passos rumos ao relaxamento do isolamento social. Com capitais como São Paulo e Recife divulgando seus primeiros planos para a abertura gradual de comércios e serviços, a atenção se volta ainda mais para os relatórios e boletins diários, cruciais para entender se as novas medidas garantirão – ou não – a segurança dos moradores.

A Bright Cities acredita que criar políticas públicas baseadas na coleta e análise de dados é a forma mais eficiente e segura de contribuir para a qualidade de vida da população, e por isso usou toda a nossa expertise em data analysis para lançar mais uma ferramenta de suporte às cidades durante a pandemia. Disponível de forma online e gratuita para cidadãos e gestores públicos, o Dashboard Bright Cities Covid-19 reúne as principais informações sobre o coronavírus no país e tem como objetivo contribuir com o planejamento estratégico das políticas urbanas.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Para isso, a ferramenta combina dados coletados de uma série de fontes oficiais, captados em tempo real e atualizados diariamente, e os consolida em uma única plataforma de interface prática e intuitiva, feita com a tecnologia Tableau Software. Entre os indicadores disponibilizados estão o número de casos confirmados e óbitos, o número de respiradores, a quantidade de leitos de UTI disponíveis no sistema público/privado e a oferta de hospitais. Ao contrário de muitos dos painéis interativos já publicados, o Dashboard Bright Cities Covid-19 foi desenvolvido em um formato inédito que permite a verificação de dados tanto por municípios, facilitando assim o acesso dos gestores públicos, quanto por Regiões de Saúde, divisão entre municípios adotada pelo Ministério da Saúde. Entre suas vantagens estão:

  • Informação consolidada dos principais indicadores para entender o COVID-19: a ferramenta disponibiliza em um só lugar diversos indicadores diferentes para uma análise completa sobre o avanço da doença e a eficácia das medidas adotadas;
  • Combinação de fontes múltiplas de dados em uma única visualização: os dados são obtidos apenas de fontes oficiais e seguras, como a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS) e o portal DATASUS, plataforma de informações mantida pelo Ministério da Saúde e atualizada com dados do Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde;
  • Conexão de dados em tempo real e atualização diária: a agilidade dos dados coletados permite análises sempre atualizadas sobre o cenário da cidade;
  • Detecção rápida das tendências para responder às perguntas mais complexas: com fontes seguras e constantemente atualizadas, o dashboard permite chegar à conclusões precisas sobre a pandemia.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Além disso, a ferramenta possibilita a inclusão futura de outros indicadores que sejam relevantes para o monitoramento da gestão pública e que envolvem áreas como educação, economia, inovação e meio ambiente. Isso porque, como uma plataforma de diagnósticos para cidades inteligentes, a Bright Cities emprega 160 indicadores reconhecidos por entidades internacionais como a ONU (Organização das Nações Unidas) e ISO (Organização Internacional de Normalização) para traçar contextos regionais e identificar os principais desafios sociais e econômicos de um município.

Dessa forma, as informações coletadas podem ir muito além da área da saúde. Com os impactos da pandemia sobre a cidade como um todo, é cada vez mais imprescindível o monitoramento e a atuação de gestores e governantes em ações sociais que atendam as necessidades da população de maneira mais assertiva e eficiente, incluindo serviços de apoio psicológico, distribuição de insumos, mapeamentos da população de maior risco e programas de assistência social, entre outros.

O Dashboard Bright Cities Covid-19 consegue reunir as informações para identificar as deficiências e necessidades enfrentadas pelas população de determinada cidade durante a pandemia. Uma das áreas analisadas, por exemplo, é a da educação: a partir de dados oficiais, como o Censo, a ferramenta tem acesso ao número de pessoas com acesso à internet e ao computador, por exemplo, e assim consegue determinar se os estudantes em situação mais vulnerável têm condições de assistir à aulas online.

Reunindo dados fundamentais para que gestores possam elaborar alternativas aos problemas urbanos, a análise da Bright Cities ainda indica quais os possíveis caminhos a serem adotados para que elas sejam atingidas. Para isso, consultamos nosso database de soluções inteligentes, o maior do mundo, e selecionamos entre as mais de mil iniciativas cadastradas aquelas mais pertinentes para enfrentar a pandemia nos indicadores avaliados.

Aracaju/SE, uma das cidades brasileiras a adotar a plataforma Bright Cities, recebeu um dashboard exclusivo com indicadores de ações sociais para atender a população mais vulnerável da cidade. O trabalho de coleta e mapeamento dos dados foi feito em parceria com o Observatório Social do município e teve como uma das fontes o Mapa da Desigualdade desenvolvido pela organização. A cidade de Juazeiro do Norte/CE também adotou o dashboard da Bright Cities monitorar os casos de coronavírus em seu território e mapear os hospitais que contam com leitos de UTI. As informações podem ser conferidas aqui.

O dashboard pode ser customizado para qualquer município brasileiro e é um serviço disponibilizado para as prefeituras clientes dos planos standard e premium. O município também ganha acesso ao diagnóstico completo realizado pela plataforma Bright Cities e ao seu banco de dados de soluções inteligentes. Saiba aqui como nossa metodologia funciona e descubra como tornar sua cidade uma smart city!

RELATED CONTENT