Primeira Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes está sendo redigida

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O documento definirá consenso sobre o que será uma cidade inteligente no contexto brasileiro

Está em desenvolvimento a primeira Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes, com a missão de nortear e estimular quaisquer municípios a adotarem políticas urbanas sustentáveis e inteligentes.

Redigido pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano (SDRU) em um processo aberto e participativo, a carta tem a contribuição de instituições privadas, governamentais e acadêmicas.  “A proposta é formularmos a Carta em um ambiente de colaboração em múltiplas escalas e com a participação de todas as esferas de poder, além dos setores econômicos envolvidos e instituições que atuam nesse segmento. O processo participativo facilita a articulação de políticas, programas, iniciativas e investimentos públicos a partir de uma visão comum”, destaca a secretária da SDRU, Adriana Melo.

Entre os principais objetivos da Carta está a definição de um consenso sobre o que viriam a ser as cidades inteligentes no contexto brasileiro. Além disso, o documento também promove a orientação e articulação de políticas, programas e investimentos dedicados ao tema. O documento terá, também, destaque na promoção dos direitos humanos e de políticas sustentáveis.

A previsão é de que a Carta seja divulgada até ano que vem, onde incluirá uma série de novas ou já existentes estratégias para o desenvolvimento econômico, social e ambiental das cidades brasileiras.

RELATED CONTENT